GO
 
Quer melhorar a sua saúde?

Inscreva-se para receber a nossa newsletter Paleo (inclui receitas):

Fale Connosco

Vantagens de uma Alimentação LowCarb

Alimentos Lowcarb

À medida que são mais reconhecidos os benefícios de uma alimentação lowcarb e que são mais evidentes os malefícios dos hidratos de carbono, as dietas Lowcarb tem vindo a ganhar cada vez mais seguidores no mundo inteiro, sendo a Dieta Paleo uma das que mais defende este tipo de opção alimentar. 

As dietas Lowcarb, e em particular a Dieta Paleo, defendem o consumo de maior quantidade de gorduras e proteínas em relação à ingestão regular de hidratos de carbono. Esta opção alimentar resulta do facto de quanto mais baixo for o nível de insulina, menor será a acumulação de gordura. A insulina é a hormona responsável pelo aumento de peso e a sua produção aumenta quando ingerimos hidratos de carbono. 

Sendo uma dieta lowcarb, na Dieta Paleo os alimentos ricos em hidratos de carbono são restringidos, tais como batata, massas, pão, mandioca, farináceos, bolos, biscoitos, pizzas, sanduiches, salgados, fast food e, de uma forma geral, alimentos ultra processados. Para garantir a absorção dos nutrientes necessários a uma vida saudável, a ingestão de hidratos de carbono é substituída por consumo de proteínas e gorduras saudáveis. Mais em Lista Alimentos Paleo

Conheça algumas das vantagens de uma alimentação lowcarb:

1. Evita a acumulação de gordura

Quando ingerimos alimentos com açúcar e hidratos de carbono, o organismo reage produzindo insulina elevando os níveis de açúcar (glicose) no sangue e consequentemente dando um sinal às células para armazenarem a maior quantidade de energia possível na forma de gordura Ao eliminar ou restringir os hidratos de carbono da nossa alimentação, mantemos baixos os níveis de açúcar no sangue, evitando a produção de insulina e a acumulação e gordura. Menor quantidade de insulina obriga o organismo a usar como combustível o seu stock de gordura

 2. Melhora o Metabolismo

Um estudo publicado no The American Journal of Epidemiology em 2012 revela que as dietas low carb são mais eficazes na redução de certos fatores de risco metabólicos e doenças cardíacas em comparação com as dietas de baixo teor de gordura.

Foram comparados os efeitos das dietas lowcarb com os das dietas com baixo teor de gorduras. Os resultados evidenciam que ambas as dietas lowcarb e de baixo teor de gordura reduziram o peso e melhoraram os fatores de risco metabólicos dos participantes do estudo. No entanto, as pessoas que continuaram a consumir hidratos obtiveram piores resultados nos indicadores de colesterol, triglicéridos e lipoproteínas.

 3. Melhora a Função Cognitiva

A maior parte das pessoas mantém o consumo de proteínas minimamente estável, no entanto as pessoas que ingerem hidratos de carbono e açucares em excesso, tem tendência a consumir menores quantidades de gorduras saudáveis, essenciais à regulação hormonal, controlo de humor e função cognitiva. 

Uma refeição com alto teor de hidratos e açucares provoca inicialmente uma sensação de alerta, evoluindo para um estado de irritação e sensação de fadiga. O açúcar é viciante e provoca efeitos dramáticos no cérebro, aumentando a ansiedade e fadiga e muitas vezes reduzindo a auto-estima. Por outro lado, alguns tipos de gorduras saudáveis atuam como antioxidantes e como suporte a moléculas cerebrais responsáveis pela memória, humor, energia e capacidade de cognitiva. 

O cérebro é composto por ácidos gordos, necessitando, para executar as suas funções, de um fluxo constante de gorduras saudáveis

 4. Reduz o Açúcar

Estudos demonstraram que dietas ricas em açúcar e hidratos de carbono refinados, como as massas, pizzas e bolos, provocam danos nos radicais livres, alimentando de facto as células cancerígenas e ajudando a disseminar a doença contrariamente ao que se pretende. As dietas lowcarb, ao reduzirem drasticamente o açúcar, atuam como tratamento natural do cancro e fortalecem o nosso sistema imunológico.

5. Ingestão de mais Gorduras Saudáveis

Um dos maiores benefícios de uma dieta lowcarb é o aumento de ingestão de gorduras saudáveis e proteínas contribuindo para desativar a grelina, a hormona que provoca a fome. Ao contrário dos hidratos de carbono, as gorduras saudáveis afetam as hormonas da saciedade levando a que as pessoas demorem mais tempo a sentir fome entre refeições.

 6. Melhor Digestão

Menos açúcar significa melhor função digestiva para a maior parte das pessoas, uma vez que o açúcar alimenta “bactérias nocivas” que podem progredir no intestino. 

Uma dieta rica em açúcar e hidratos de carbono provoca o desenvolvimento do vírus cândida, um fungo infeccioso, causando sintomas da síndrome do intestino permeável.

Por outro lado, a abundância de vegetais, proteínas de qualidade e gorduras saudáveis, ajudara queimar gordura e também a nutrir o trato digestivo e reduzir o crescimento bacteriano

 7. Equilíbrio Hormonal

Uma alimentação Low carb, na maior parte das pessoas, contribui para o equilíbrio da função neurotransmissora melhorando o humor. Um estudo da Faculdade de Medicina da Universidade de Adelaide na Disciplina de Psiquiatria comparou, ao longo de 16 semanas, os efeitos hormonais e psicológicos em mulheres com uma desordem hormonal chamada síndrome do ovário policístico (SOP) e com diferentes tipos de alimentação. 

Em comparação com as participantes que mantiveram uma alimentação pobre em proteínas e rica em hidratos de carbono, o estudo identificou uma diminuição significativa de sintomas de depressão e aumento de auto-estima nas mulheres que optaram por uma dieta Lowcarb 

 


Autora: Ana Pabla, especialista em Nutrição Paleo 

Poderá também ter interesse em:

Partilhar
Quer melhorar a sua saúde?

Inscreva-se para receber a nossa newsletter Paleo (inclui receitas):