GO
 
Quer melhorar a sua saúde?

Inscreva-se para receber a nossa newsletter Paleo (inclui receitas):

Fale Connosco

Fazer exercício em jejum é bom?

Correr em Jejum

Cada vez mais gente coloca a questão se fazer exercício em jejum é bom ou não para a saúde ou para emagrecer.

 Quer pessoas que apenas pretendem emagrecer, quer atletas que procuram maior performance desportiva, começaram a treinar em jejum tendo em vista potenciar os objetivos individuais pretendidos

Principais vantagens de treinar em jejum:

  • Aumento da perda de gordura
  • Rejuvenescimento dos músculos
  • Prevenção do ganho de peso e da insensibilidade à insulina
  • Durante a manhã, o ritmo circadiano é mais propício à prática desportiva
  • Corpo e mente mais relaxados
  • Melhor disposição para enfrentar as tarefas do dia a dia.
  • Maior performance desportiva

Cuidados a ter com o exercício físico em jejum: 

Os principais cuidados a ter para fazer exercício em jejum são prestar atenção ao corpo e utilizar bom senso e prudência.

Recomendações gerais:

  • De uma forma geral os treinos em jejum não devem ultrapassar os 40 a 50 minutos dependendo sobretudo da forma física de cada pessoa
  • Deverá fazer uma refeição de rápida absorção e rica em proteína até 30 minutos após a conclusão do treino.  (ovos, queijo,  nozes)
  • Não deve treinar em jejum extremo. 7 a 10 horas sem comer preferencialmente
  • Se está num processo de dieta acompanhada por nutricionista, deverá avaliar em conjunto com ele se existe algum constrangimento para treinar em jejum ou algum cuidado especial a ter.
  • Demasiada fadiga ou mal-estar, muitas vezes decorrente de condições de saúde prévias, são indicadores que devem levar a interromper esta prática ou a reduzir a sua intensidade, frequência e duração

O que acontece quando treinamos em jejum?

Quando acordamos os níveis da hormona cortisol estão em pico e os níveis de açúcar no sangue estão geralmente baixos. 

O sistema nervoso simpático – SNS - é ativado tanto pelo treino como pela falta de comida, criando um quadro muito favorável à queima gordura, mas também à queima de músculos, devendo observar com atenção os cuidados mencionados em cima, sobretudo a ingestão de proteínas até 30 min depois do treino. 

Contributo de  Ori Hofmekler (Especialista em Fitness):

 “Quando você está em jejum, seu corpo, literalmente, está se alimentando de si mesmo e destruindo células cerebrais e musculares que estão danificadas (destruindo as células danificadas, por isso, o efeito rejuvenescedor desta prática). Você acelera este processo quando você decide se exercitar neste estado. Você precisa prestar MUITA atenção na questão de tirar seu corpo deste estado catabólico (de destruição), consumindo nutrientes que irão estimular recuperação e rejuvenescimento. Se você pecar em fazer isso, você irá ir contra o que você quer. A refeição pós-exercício é de crítica importância! Ela irá parar o processo catabólico nos seus músculos e inverter o processo em direção ao reparo e crescimento.”  

Autora Ana Pabla, especialista em Nutrição Paleo

 Poderá também ter interesse em: 

Partilhar
Quer melhorar a sua saúde?

Inscreva-se para receber a nossa newsletter Paleo (inclui receitas):