X
GO
Doenças Crónicas

Incontinência Urinária

Incontinência urinária dá-se quando existe perda involuntária de urina em resultado da dificuldade do organismo em controlar a pressão dentro da bexiga. A incontinência resulta num grande desconforto nas pessoas, além de problemas de higiene e mau cheiro, provocando sentimentos de constrangimento, inibição, fraca auto-estima e exclusão social.

Tipos de Incontinência

Incontinência Urinária - Medicina Chinesa

Afectando cerca de 8% da população em Portugal, sobretudo idosos e crianças, os tipos de incontinência mais frequentes são:

  • Incontinência de esforço: falta de controlo na sequência de esforços como tossir, espirrar, levantar pesos ou esforços que provoquem aumento de pressão na barriga. Tem origem em mau funcionamento de músculos da bexiga.
  • Incontinência de urgência: vontade urgente de urinar sem aviso prévio e sem dar tempo de chegar à casa de banho. Pode ser causada por infecção, efeito colateral de medicamentos ou por alteração do funcionamento dos nervos da bexiga.
  • Incontinência nocturna: também chamada de enurese, este tipo de incontinência afecta sobretudo crianças, e pode ter origem em problemas emocionais ou stress.
  • Incontinência por transbordamento: ocorre na sequência de longos períodos sem esvaziamento ou por diminuição da sensibilidade ou por mau funcionamento do músculo da bexiga. 
  • Incontinência total: sendo rara, este tipo de incontinência ocorre quando existe um gotejamento permanente de urina. Surge por vezes na sequência de cirurgia ou pode ser uma patologia congénita.

Medicina Chinesa como Tratamento da Incontinência

Na perspectiva da Medicina Chinesa, a incontinência surge quando há um deficit energético na bexiga, tornando-a incapaz de controlar o seu fecho ou abertura adequadamente. O quadro de deficiência da incontinência está ligado a vazio de rim e de chi do baço e pulmão. A quantidade de energia que deve existir é insuficiente para assegurar o controlo da bexiga, e isso acontece normalmente ou na sequência de infecção renal, ou quando a pessoa envelhece.

Segundo a Medicina Chinesa, a bexiga e os rins partilham a mesma energia, pelo que a incontinência é tratada como um transtorno renal. Significa que se a bexiga é fraca, o rim é fraco, ou se a bexiga é forte, o rim está forte. A maior incidência da incontinência nos idosos deriva precisamente da deficiência energética do rim, que tende a agravar-se com a idade. Nas crianças, a incontinência, chamada enurese, pode ser provocada por constituição fraca, vazio de rim, traumas ou fogo do fígado.

O tratamento da incontinência, segundo a Medicina Chinesa, deverá incidir na resolução do deficit energético na bexiga, que a torna ineficaz no controlo do seu fecho ou abertura. A quantidade de energia na bexiga é insuficiente, não garantindo o seu controlo e, dada a partilha de energia entre o rim e a bexiga, é tratada como um transtorno renal.

Vantagens da Medicina Chinesa no tratamento da incontinência:

  • Sem químicos.
  • Sem efeitos secundários
  • Sem intervenção cirúrgica
  • Sem ansiedade, sem stress
  • Efeitos prolongados*

 *Disclaimer: Os resultados variam de pessoa para pessoa, dependendo de condições de saúde prévias e do cumprimento das orientações do terapeuta.

Marcar Consulta

Check up para tratamento da Incontinência

Antes de iniciar o tratamento da incontinência, o Especialista em Medicina Chinesa efectua um rigoroso diagnóstico energético utilizando técnicas específicas que passam pela interpretação de sintomas, de aparências e de sinais subtis do corpo. Alguns indicadores são identificados a partir da observação da língua, face, olhos, pulso e também do corpo.

O objectivo do check up é identificar as causas da deficiência energética do rim e da bexiga e eventuais ligações com outras desarmonias do organismo. Por vezes, existe uma relação entre o rim e o fígado, em que este drena a energia do rim, tornando-o mais fraco.

Programa terapêutico para o tratamento da Incontinência

No tratamento da incontinência com a Medicina Chinesa, o terapeuta faz uso de um conjunto abrangente de disciplinas, garantindo a complementaridade e adequação individual do processo terapêutico. Os métodos mais utilizados pelo Especialista em Medicina Chinesa no tratamento da incontinência são a acupunctura, fitoterapia e a dietética. Mariscos, feijão e nozes são exemplos de alimentos que ajudam a fortalecer o rim e que, nalguns casos, são aconselháveis no tratamento da incontinência. 

As consultas após o diagnóstico são sessões de reavaliação, seguidas de aplicação dos tratamentos previstos no programa terapêutico ou de ajustamentos que venham a ser necessários. No tratamento da incontinência, o número de sessões é variável, dependendo da gravidade dos sintomas e da resposta do organismo ao programa terapêutico estabelecido inicialmente. Existem inúmeros casos clínicos de sucesso* no tratamento da incontinência, com benefícios muito significativos para a qualidade de vida dos pacientes.

*Disclaimer: Os resultados variam de pessoa para pessoa, dependendo de condições de saúde prévias e do cumprimento das orientações do terapeuta.
Partilhar

Mais sobre Doenças Crónicas