X
GO

7 Segredos da Medicina Chinesa para perder peso

7 Segredos da Medicina Chinesa para perder peso

Vivemos numa cultura obcecada por dietas. Todas as semanas uma nova dieta surge nos títulos da imprensa, clamando ser o melhor caminho para a perda de peso. Desde as dietas Paleo, às South Beach, aos comprimidos milagrosos, parece difícil descodificar qual a melhor forma de combater o excesso de peso. Não haverá um plano eficaz e já testado mesmo ao virar da esquina?

De facto há. A Medicina Chinesa é um sistema de saúde que há mais de 5 mil anos ajuda as pessoas a atingir a saúde ideal. De acordo com os princípios chineses, à medida que evoluimos para um estado de sáude perfeita, o peso excessivo desaparece naturalmente. As 7 sugestões que se seguem ajudam a combater o peso a mais e a sentir-se fantástico(a)!

1. Durma das 22h às 6h todas as noites

Os nossos antepassados viviam em harmonia com os ritmos naturais da Terra. Quando o sol se punha, eram horas de dormir. Com a electricidade os humanos iniciaram uma transição gradual dos ritmos naturais para os artificiais, com prejuizo na qualidade e duração do sono. Investigadores actuais identificaram insuficiência de sono como um dos factores para ganhar peso. Não só o descanso é importante como dormir em harmonia com os ritmos solares é vital. De acordo com a medicina chinesa, o período mais propício a um sono reparador é entre as 22h e as 6h da manhã. Para melhor tirar partido dos ritmos naturais, comece gradualmente por desligar os ecráns e diminuir a actividade às 21h30. Às 22h desligue as luzes e deite-se.

2. Faça exercício ao acordar

A hora ideal para se exercitar é entre as 6h e as 10h da manhã, enquanto os elementos terra e água estão presentes no ambiente. Terra e água, quando juntos, criam lentidão, frio, secura e inércia. Com certeza já sentiu esses atributos ao acordar de manhã. O exercício contraria a preguiça, aquece o corpo e transporta sangue novo para o cérebro, preparando o organismo e a mente para o novo dia. Procure fazer exercício 45 a 60 minutos todas as manhãs.

3. Acabe com os snacks

Petiscar ou não petiscar, eis a questão – e a resposta é Não. Quando come, o corpo produz insulina para ajudar a transportar açúcar nas células e manter os niveis no sangue equilibrados. O açúcar que entra nas células chega para as necessidades energéticas médias, durante cerca de 3 horas. Só após esse periodo, o corpo começa a queimar gordura para suprir as necessidades de energia. Se comer em cada 3 horas, o corpo não tem sequer oportunidade para utilizar a gordura armazenada. Três refeições equilibradas e nutritivas por dia, sem snacks pelo meio, estabilizam melhor os níveis de energia do que refeições frequentes. Além disso, o potencial de queima de gordura aumenta substancialmente.

4. Inclua os 5 sabores em cada refeição

A medicina chinesa reconhece 5 diferentes sabores: doce, ácido, salgado, amargo, picante. Para se sentir satisfeito depois de comer, deve incluir em cada refeição pelo menos uma pequena porção de cada um dos 5 sabores. Veja exemplos de alimentos que pode encontrar em cada categoria:

  • Alimentos doces criam músculo e produzem energia. Ex. Cereais integrais, lacticineos, carne, nozes e frutas.
  • Alimentos ácidos purificam o organismo. Incluem citrinos, alimentos em pickles ou fermentados, yogurts e sour cream.
  • Os salgados estimulam a digestão e absorção de nutrientes. Ex. Sal marinho, vegetais marinhos e peixe.
  • Alimentos picantes estimulam o metabolismo. Incluem pimenta, sementes de mostarda, gengibre, alhos, cebolas e muitos temperos
  • Os alimentos amargos desintoxicam o corpo. Ex. Vegetais verdes escuros, café e cacau.

5. Faça do almoço a sua refeição principal

Há um ditado que diz: você não é o que come, mas é o que digere. Digestão é um conceito muito importante. Para maximizar a digestão, faça a refeição principal à hora do almoço. Ao meio dia é quando o fogo digestivo está mais forte. O jantar deve ser leve e de digestão fácil. Além disso, é aconselhável terminar o jantar 2 a 3 horas antes de dormir. Se vai para a cama às 22h00, que é o ideal, deve acabar de jantar às 19h00. Não só dorme mais profundamente, como o corpo irá conseguir executar as tarefas de desintoxicação e regeneração em vez de se ocupar com a digestão dos alimentos.

6. Beba água quente ou chá ao longo do dia

Água quente é uma espécie de elixir de saúde para os chineses. As toxinas acumulam-se no corpo provenientes do exterior (poluição, pesticidas, erros alimentares) e do interior (stress, ansiedade, raiva). A quantidade de água que bebe não é tão importante como a frequência com que bebe. Experimente uns golos de água quente de 30 em 30 minutos. Pode acrescentar gengibre, menta, canela e outras infusões específicas ou temperos para realçar os benefícios da água quente.

7. Pratique Meditação

Investigadores descobriram que as hormonas associadas ao stress podem diminuir a capacidade de perder peso, particularmente a gordura abdominal. Felizmente, investigadores descobriram também que a meditação é uma forma poderosa de eliminar o stress. Para ver resultados quer na sua vida quer na medida da sua cintura, dedique pelo menos 20 minutos por dia à meditação. Sente-se calmamente, relaxe o corpo e foque-se na respiração. Deixe que os pensamentos passem como nuvens. Após algum tempo, a mente acalma e vai começar a receber os benefícios da prática regular de meditação. Pode experimentar por exemplo, antes de dormir.

Adaptado por Vânia Santos de Mind-Body-Mood Advisor: Seven Weight-Loss Strategies from Chinese Medicine de Erin Easterly.

Partilhar
Quer melhorar a sua saúde?

Inscreva-se para receber a nossa newsletter:

Mais sobre Emagrecer